Sábado, 19 de Janeiro de 2019

Buscar  
Brasil

Publicada em 21/12/18 às 21:37h - 16 visualizações
ME QUEBROU O VIDRO DOS OLHOS, ME VI CRIANÇA NOVAMENTE E CHOREI.

Rádio Voz da Querencia


 (Foto: Rádio Voz da Querencia)

ME QUEBROU O VIDRO DOS OLHOS, ME VI CRIANÇA NOVAMENTE E CHOREI.

Ontem na estação Esteio, me quebrou o vidro dos olhos, me vi criança novamente e chorei.

A coisa mais linda

Que Deus pôs na terra

Mais linda que o canto

Das aves campeiras no verde do mundo.

Mais linda que o pingo

De orvalho caindo

Dos pastos que choram.

Mais lindo que a voz

Das Aves-Marias

Que lembram Belém.

A coisa mais linda

Que Deus pôs no mundo

O apito do trem.

Crioulo de Canoas, do bairro Rio Branco, lindeiro aos trilhos do trem. A minha maior recordação de infância sempre foi os trens.

Primeiro a Maria Fumaça e depois as mais modernas movidas a diesel. E dessas recordações das viagens na adolescência, sempre ligadas ao trem, de Canoa as Santa Maria (na casa da Tia Teresa), e com o avançar da idade, o trensurb entrou em cena (transporte da minha preferência), até passar de recordações  para estudos, ai surge a instalação “Canoas nunca saiu dos trilhos”, projeto itinerante que andou por mais de 20 escolas canoenses.

A Maria e as Canoas, melhor poesia de autor canoense no 9º concurso de literatura da extinta Fundação Cultural Canoense.

Por isso que este apito toca tão profundamente em meu peito. Obrigado Projeto Roteiro do Natal nos trilhos, que nos dias 10 e 11 de dezembro passou por Canoas e Esteio, coordenados pela Rumo e Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF), com apoio da Associação dos Municípios de Turismo da Região dos Vales (AMTURVALES).

Ao ver a Maria Fumaça enfeitada com motivos natalinos, me remeteu a infância, quando meu pai e eu íamos canicear sonhos nas barrancas do Gravataí,  pelos trilhos do trem.

Histórias possíveis de ser relembradas pela carga afetiva que fora carinhosamente colocada em meu coração.

Saudade não vai embora

Pois gosto tanto de ti

Recuerdos que não tem hora

Coisas que tive e perdi.

Quando me paro remoendo

Vejo o passado a recordar

Eu vivo sempre implorando

Para a saudade voltar.

(Jose Luis Biulchi)

 




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário
Chat dos Ouvintes

Digite seu NOME:


Estatísticas
Visitas: 92307 Usuários Online: 2


051 91385762

Hora Certa

Publicidade Lateral
Redes Sociais




  • Bajes Nunes
    Cidade: Alegrete-RS
    Música: Encontro dos Porcinos
  • Bajes Nunes
    Cidade: Alegrete-RS
    Música: Trote do Alazão
  • Bajes Nunes
    Cidade: Alegrete-RS
    Música: Poesia A misteriosa morena da Sofia
  • CLaudio cardoso
    Cidade: canoas centro
    Música: batendo agua
  • EDUARDO SILVA DA SILVA
    Cidade: CANOAS
    Música: SONHO EM FLOR
  • Anahy Guedes
    Cidade: São luiz gonzaga
    Música: Nego Betão com Jorge Guedes & Família
No Ar


Nenhuma programação cadastrada
para esse horário




Fan Page

Fotos da Cidade
PROMOÇÕES

Nenhum registro encontrado.



Parceiros

Copyright (c) 2019 - Rádio Voz da Querencia - Todos os direitos reservados